Páginas

quarta-feira, 23 de maio de 2007

Sobrevivendo a um dia difícil em 10 lições!

1) Não desabafe com ninguém. Por mais sérios que sejam os seus conflitos, sempre parecerão “frescura” a olhos alheios;

2) Não tente explicar o que está acontecendo. Seus sentimentos tendem a distorcer (consideravelmente) os fatos e levar os interlocutores a novas interpretações;

3) Não faça o que tem vontade. Violência só gera violência. Além dos inimigos e do arrependimento, que pode tornar os próximos dias tão ruins quanto esse;

4) Não chore. Você parecerá fraco e vítima, nunca frágil ou sincero. O ideal é não demonstrar emoção. Antes um frio inatingível a uma criança chorona;

5) Não responda ofensas ou indiretas. Você não deve satisfações a ninguém e NÃO se importa com o que os outros pensam a seu respeito. É importante lembrar que, em uma briga, nada do que você diga (por mais carga emocional que tenha) poderá torná-lo menos cruel ou arrogante aos olhos da outra parte;

6) Não leve a sério tudo o que ouvir. O calor do momento é o fermento das hipérboles e a justificativa das injustiças. Quem fala mais, está mais vulnerável ao erro e à (posterior) vergonha. Quem ouve muito, sofre por interpretar (ao pé da letra) toda e qualquer frase, por mais impensada que seja. Já quem não fala, nem ouve...;

7) Remédios não são a melhor saída. A cabeça, o estômago, a garganta, tudo vai doer mesmo. Mas você não vai morrer por isso;

8) Cobre menos das pessoas. Ninguém tem a obrigação de te fazer feliz. Nem mesmo de te compreender. Mesmo que você não consiga, o que acontece em 90% dos casos, o certo a fazer é adequar-se às personalidades alheias e tirar delas apenas as qualidades, relevando as imperfeições. O diálogo é muito importante nisso, e quando esse não mais existir, você terá problemas;

9) Mantenha-se calmo. SEMPRE. A chuva, o engarrafamento, as dores, o frio... não passam de provações apenas. Você é forte e vai superar. Conte até dez, cante uma canção, medite... já pensou em pintar uma tela? O importante, nessas horas, é a paz interior. Só você pode fazer algo pela sua consciência.

10) Por último, durma cedo! O tempo passa mais rápido e o amanhã é sempre uma nova oportunidade. Ah! Não se mate! Se o dia foi da caça, pode ser que amanhã também o seja... mas, uma vez caçador, sempre caçador!

Dê a si mesmo a chance (e o direito) de rir de tudo isso no futuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário