Páginas

terça-feira, 28 de agosto de 2007

"Mentira!"

Por que as pessoas mentem?
Às vezes, eu me pergunto o que ganham essas pessoas que inventam histórias, conquistas, poder...
Pra que tanta mentira?
E parece que estamos cercados. Insisto em acreditar nas pessoas. Queria poder confiar em todos, mas é tão difícil. Olho pra trás e vejo o quanto isso já me fez sofrer. Mas serei eu o errado? Será que o correto é manter relações superficiais com todos? Basear meus diálogos em saudações e despedidas e não levar a sério nada do que me é dito?
Não vejo graça em contar mentiras. Pode ser engraçado na hora, mas, com o tempo, torna-se uma amarra. Um bom mentiroso precisa ter boa memória, para não se “embolar”; boa retórica, para “convencer” e uma tremenda “cara-de-pau”, porque só isso faz com que alguém se sustente em “lorotas”.
Não sei o que me dá mais medo: se é confiar demais ou perder completamente a confiança...
Tenho medo de escrever sobre isso. Queria ser profundo sem clichês. Tocar de alguma forma as pessoas, mas sem parecer “lição de moral”. Não sei. Acho que o que eu queria mesmo era não me preocupar, não perceber, não desconfiar.
Será mais feliz quem finge não ver, quem realmente não vê, ou quem sofre calado a dor de não poder cofiar em ninguém?

.
.
.
Pode até parecer que não, mas MENTIRA sempre TEM PERNA CURTA! E CONFIANÇA realmente só se perde UMA VEZ!

Nenhum comentário:

Postar um comentário