Páginas

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Indiferença

"Não vou morrer, nem sequer me abalar
Nem sorrir, nem ao menos vou chorar
Mas, acredite, meu coração ainda sabe fingir
Por alguém que é ninguém, que é ninguém
Por alguém que é ninguém pra mim..."


[Ricardo Koctus/John]

Nenhum comentário:

Postar um comentário