Páginas

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Ele&Ela ou Eles?


Ele nem precisa falar, e ela já entende e comenta. Não há segredos entre os dois. Apesar do pouco tempo, parecem se conhecer desde sempre. Um sabe perfeitamente o que o outro pensa, e, assim, não há surpresas ou espanto. É como se cada um agisse segundo as rubricas de um “script” que só o outro tem. Não que seja falso ou teatral, mas chega a ser previsível - o que nem sempre é negativo.
Vieram, talvez, para trazer à tona a antiga discussão das “almas gêmeas”. É possível duas pessoas absolutamente diferentes terem tantas características, idéias e gostos parecidos? Parece normal quando levamos em conta a quantidade de pessoas que nos cercam, mas, na certa, não o é. Foi um empurrãozinho (do destino?) para que ele (ou ela) pudesse se conhecer melhor. É tão mais fácil ver os defeitos dos outros. O problema é identifica-los também em nós! Funciona como um espelho - bastante honesto - que não deixa passar nada.
E, antes de ser bom ou ruim, é tão estranho conhecer alguém assim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário