Páginas

sábado, 5 de abril de 2008

Sorria!

Também a dor é feita de sorrisos. Aliás, pobre de quem, neles, acredita! Bem ou mal, podemos disfarçar os mais terríveis pensamentos e transmitir todo tipo de mensagem. Dissimular é uma das principais vantagens evolutivas que os seres humanos colecionam em relação aos animais. Dissimulam dores, fracassos, amores... Mentem, muitas vezes, para si mesmos - e chegam quase a acreditar!
Ninguém gosta de chorar em público. Para quê expor, aos outros, suas fraquezas? Antes disso, um sorriso, por mais vazio que seja. Dentes que querem ranger, mas se tentam mostrar serenos, intactos. Felizes?
“Disfarce o pranto com um sorriso”, diz a música. Sufoque o grito que vem da sua alma, não deixe brotarem as lágrimas, e sorria. Sempre e para todos. Sorria, porque, com solução ou sem, os seus problemas são SEUS! E, mesmo que, por dentro, você esteja em chamas, não permita que isso se reflita por fora. O que é externo diz respeito a todos.
Não se abata... e SORRIA!
Há, sempre, um ângulo risível de que se olhar o desespero...

Nenhum comentário:

Postar um comentário