Páginas

sábado, 13 de setembro de 2008

Sede, Pressa e Paciência

Acho que sou alguém com sede.
Sede de amor, sede de amigos, sede de atenção.
E tenho pressa também. Fiz planos demais para o futuro e não tenho tempo a perder se quiser tornar tudo realidade.
.
É difícil conviver comigo, eu admito.
Gosto da intensidade das coisas, do exagero. Quero muitas risadas, muita alegria, muito companheirismo. O excesso me atrai e faz, de mim, quase um egoísta. Mas alguém que, acima de tudo, sabe retribuir. E que, inconscientemente, espera e cobra toda essa intensidade das pessoas.
.
Tenho todos os motivos para ser feliz, mas insisto em alimentar pequenos problemas para ter por que sofrer.
Estou reaprendendo a confiar nas pessoas. Ou a, pelo menos, ouvir o que elas têm a dizer antes de concluir algo. E gostaria que fizessem o mesmo comigo.Entendo perfeitamente quem não gosta de mim. Eu sou exigente, seletivo, antipático e autoritário. Prefiro fazer tudo sozinho a precisar confiar na competência alheia. E qualquer um que me conheça bem tem, mesmo, o direito de reclamar disso.Mas tem que me conhecer. Porque eu exijo ter, ao menos, o direito de te dar motivos!
.
Fora isso, mais um pouquinho de paciência, e eu seria um "amor "!

Nenhum comentário:

Postar um comentário