Páginas

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Omissão

Eu poderia congelar um sorriso
E me fingir de feliz.

Poderia demonstrar minha insatisfação com lágrimas
Para que você se sinta culpado.

Ou não fazer nada
Para parecer indiferente.

E é o que vou fazer. Não por isso, porque é tudo o que eu não consigo ser.
Mas por não saber mesmo como agir.

As pessoas deveriam vir com manuais de instruções.

Dos erros, eu escolho o medo.
E, dos pecados, só me resta a omissão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário