Páginas

segunda-feira, 24 de maio de 2010

A Melancolia

Sou uma pessoa melancólica. Não pareço, por ter sempre um bom sorriso escondido na manga (quase sempre o mesmo, pois são raros os espontâneos), mas sou. Uma pessoa dedicada a ver o lado ruim de tudo. Pessimista por natureza, inseguro. Não acredito em nada e em ninguém. E não consigo mudar, o que é pior, porque sequer acredito em mudanças. Sou inconformado e me conformei com isso. Não sei confiar, não agüento esperar, não gosto de dividir. Gosto muito de algumas poucas pessoas, e só delas. Odeio surpresas, odeio suspense. Preciso estar sempre no controle de tudo. E estou quase que todo o tempo triste. Mas disfarço bem e quase ninguém repara. Às vezes, no entanto, a máscara cai e ninguém entende como uma pessoa tão feliz tem momentos de tão profundo desamparo. Não são momentos, admito enfim. Eu sou assim quando me permito ser eu. Eu sou triste, mas não me sinto no direito, insignificante que sou, de entristecer quem quer que seja com isso. E sorrio. Sorrio porque isso alegra a todos, só por isso. Não quero que ninguém seja triste como eu sou. Eu sou a melancolia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário