Páginas

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Something is technically wrong. Please try again in a moment.

O alarme já cansou de tocar. Há fumaça pra todo lado. A coisa tá feia e parece que só eu não reparei. Já cortei o cabelo, já comprei roupas novas, não há mais unhas a roer. Dei pra ir ao cinema sozinho. Estou fingindo achar tudo isso engraçado, mas sei que não acho – nem sequer me engano. Faço dois estágios agora. Das 8h às 14h e das 13h às 18h. Ainda não comecei a planejar COMO, e insisto em acreditar que estarei em dois lugares ao mesmo tempo das 13h às 14h. Logo eu, que não tenho estado nem em um lugar de cada vez. Logo eu, que não estou mais... parei de estar. Estive.
Meus sinais de crise já se manifestaram. Um a um, todos. E eu parei? Eu pensei? Eu mudei? Pedi 10 matérias na Faculdade, e só consegui 9. Estou triste, juro. Queria todas. 10 matérias, 2 estágios, comissão de formatura, artigos, projeto de pesquisa... Olhei até teatro, estou pensando em voltar. Não gosto de cabeça vazia. Não gosto de tempo vazio. Não gosto dessa vida vazia. E vou enfiar o que puder nela. Preencher com o que só depende de mim. Não vou dormir, não vou sair, não vou pensar. Vou trabalhar muito, estudar muito, fazer tudo em excesso. E vou acreditar que sou feliz. Porque é preciso tempo pra ser triste, e eu simplesmente não terei.
Não deveria falar sobre isso com tanta calma. Mas não estou calmo. Não estou mais, esqueceu? Calmo, cansado, triste ou doente... Há coisas que é preciso estar, e eu só estive.

2 comentários:

  1. fugindo, fugindo. Sempre fugindo. Sabe-se se la de que, nao eh Caiozito?

    tsk'

    as vezes, quase sempre, tenho isso tambem.

    abraco, Caiozito!

    ResponderExcluir
  2. ate parece eu rs .. to seguindo aqui HAHAH

    ResponderExcluir