Páginas

domingo, 28 de novembro de 2010

Move

Certas mudanças são mesmo necessárias. A gente muda as roupas, o cabelo, o emprego, os amigos... mas há sempre aquilo que precisamos e não podemos mudar, ou queremos mas não conseguimos... E, enquanto o que tem que ser mudado não é, nenhuma outra mudança, por maior que pareça, terá algum efeito significativo. Aí, você muda, enfrenta tudo e todos e, principal e primeiramente, enfrenta a si mesmo. Desprende-se dos seus medos e preconceitos, às vezes, até de alguns escrúpulos (por que não?), e vai à luta. Muda tudo. Pára, repensa, se arrepende, pensa em desistir. Muitas vezes, desiste mesmo, mas precisa retomar em seguida. Respirar fundo, recuperar o fôlego. Não há outra saída. Porque a sua vida é sua e só sua, de ninguém mais. E é única, você não vai ter outra (ou, se tiver, já não será mais você). A hora de fazer as coisas é agora. Você ganhou uma vida e tem que tratar de fazer dela a melhor possível! Sem toda essa chorumela...

Nenhum comentário:

Postar um comentário