Páginas

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Flerte

Não é que eu não queira você, eu até quero
Digo, eu quero! Claro! Como não querer?
Esse olhar debochado, esse tanto de dentes...
Lindos, eles e você.
Ainda que eu tenha demorado um pouco a por reparo.

Não é que eu tenha medo
Nem sei se é o amor ou se é você apenas
Ou a parte comum desses dois desafios, pode ser.
Também não sei se é mesmo, ou se fui eu quem resolveu querer que seja.
Talvez seja só esse frio, essa chuva toda lá fora...
e aqui dentro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário