Páginas

sexta-feira, 1 de abril de 2011

4 anos de Blog!

Quatro, quadrado, quadrilátero, quarto, quarteto, quadra, quadrante...
Na numerologia, o quatro é o número da terra e significa estabilidade e fidelidade. É o tempo de duração de um mandato eletivo – suficiente pra mudar pra sempre a vida do eleito, mas nunca o bastante pra “concluir os trabalhos”. É o tempo que esperamos entre uma Copa do Mundo e outra. Entre as Olimpíadas também. E passa tão rápido, que a gente nem vê...
É o número de membros que costumamos ter – e começamos a usar antes mesmo de distinguir bem entre um e outro. A quantidade de avós, as estações do ano, e aquele CD bom do Los Hermanos. Quatro são dois mais dois, que serve de sinônimo pra “certeza”, porque é a primeira conta que todos aprendemos a fazer... O em cima, o embaixo e os dois lados. Norte, sul, leste e oeste. 3, 6, 9 e 12 no relógio. Os pés de uma mesa. Os Beatles. Os pré-molares, os molares... e os sisos também. Entre quatro paredes. Quatro olhos. Quarta-feira. Eu queria era ter quatro ouvidos... MENTIRA!
E, hoje, é o aniversário de quatro anos desse blog. Quatro é uma idade, estão vendo? A idade do meu melhor amigo. Amigo que já chamou Serotonina, Da Coxia, Hipotálamo e, agora, Movimento de Canto de Boca, seu quarto nome. Há quatro anos, um menino assustado, ansioso e dividido entre medos e sonhos, criou seu sétimo blog. E, durante todo esse tempo, teve onde celebrar e desabafar... lamentar, descrever, desafiar... dividir!
O blog foi diário, foi “jornal”, foi sério e não foi nada, só pra querer ser algo diferente em seguida. Ele se preocupou com a coerência, a privacidade, a elegância e a discrição... mas não deixou de escrever uma linha por isso. Aqui, ele começou e terminou um namoro. Narrou toda uma grande e linda viagem, escolheu sua carreira, mudou de emprego... desenvolveu suas opiniões e senso crítico. Dizem que ele é mal encarado, rabugento e reclamão, e só aqui pode se mostrar doce e expor o que os olhos alheios não vêem. E é isso o que ele faz. Deixa aqui o que lhe excede, o que transborda. Antes que isso se espalhe por aí, ao alcance dos olhos e ouvidos alheios. É o egoísmo como preservação.
Quatro, por fim (e talvez mais importante), é o número de pontos finais que usamos nas reticências. Sim, aqueles pontinhos no fim da frase, de que eu tanto gosto, e, dentre outras funções, servem para deixar no ar um pensamento... interromper as palavras e deixar o resto a cargo da imaginação. Isso mesmo. Quatro! Um do lado do outro.
Você não vê, porque só os três primeiros costumam ficar marcados no papel...
PARABÉNS!!!(!)

6 comentários:

  1. Quatro anos foi o tempo que levei para descobrir o blog... e agora quatro vezes mais envolvido eu fico a cada vez que leio seus posts! Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Pow... gostei das 'variações' sobre o número quatro.
    Não sei o que dizer nessas horas. Há uma tendência em sermos clichês nesses momentos; é como desejar Feliz Aniversário: nunca sei se o fazem de coração ou por mera formalidade social.
    Se não parabenizo temendo ser clichê, posso resumir em 4 palavras, sinceras, uma verdade sobre este blog: gosto dos seus textos.

    abraço! [esta quinta palavra, para o quinto ano.

    ResponderExcluir
  3. Olha, primeiro eu tenho que dizer "Parabéns". Então..

    PARABÉNS:
    - por conseguir manter um blog atualizado por tanto tempo. Porque não é difícil um blog existir por quatro anos, mas mantê-lo em dia deve ser um desafio.
    - por conseguir colocar suas idéias e pensamentos na ponta do lápis. Nós sabemos que, às vezes, na sua mente está tudo embaralhado. Portanto é cada vez maior seu mérito por conseguir organizar tudo com coerência em seus textos.
    - por nunca falhar no português. Sério, é muito bom ler textos bem escritos, principalmente nesses tempos de infinitivos sem 'r'.

    E também preciso dizer que esse blog é um hobby, uma terapia, uma diversão. Já chorei de rir com alguns textos (ex: o que você conta seu reveillon na praia) e já quis sair correndo e te dar um abraço por causa de outros textos também.

    Resumindo... que venham mais 4 anos!

    =)

    ResponderExcluir
  4. Parabéns!E obrigada por me distrair com seus ótimos textos. Que você continue a escrever assim por mais muitos anos...Adoro!
    =)

    ResponderExcluir
  5. Parabéns 'Movimento de canto de boca', parabéns Caio! rs
    Afinal vocês são dois, três, quatro, muitos! É sempre bom ver e rever seus desdobramentos, seus humores, amores e desamores aqui nessa janela mágica do blogger. Que venham muitos e outros tantos anos de comemorações. Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Caralho, tô com inveja* com final do seu texto. Nunca tinha pensando nesses quatro pontos das reticências. Tenho mais inveja* ainda da sua linha de raciocínio. Decidi, quando crescer quero escrever metade do que você escreve pra eu ser muito foda :)


    A propósito, parabéns e que venham mais quatro anos, e mais quatro, e mais quatro...

    ResponderExcluir