Páginas

domingo, 15 de janeiro de 2012

Coração.exe

Veja como o hardware parece até mais leve agora, falta flutuar. O sistema operacional é que embananou de vez, nenhum software funciona. Não há CTRL+ESC que inicie qualquer coisa.
O browser congelou numa foto, num nome, num sorriso – o seu. Um desejo que é quase vírus, wallpaper pregado por dentro das pálpebras.
Fica o desktop sorrindo agora, com cara de bobo, reorganizando ícones e mudando de cor. Parado no tempo e no pensamento. Seja lá o que isso for, a extensão é desconhecida e o kernel já mandou não abrir. Não que ele ainda mande algo, porque perdeu o controle à primeira vista. Sabe que deve recusar, mas não consegue. Deu pane.
Vai ser preciso adicionar outro programa que execute a esperança e crie um novo diretório pra esse sentimento. Deletar o medo, restaurar o sonho...
Amor é software livre, de código aberto, pronto pras mudanças – e à espera delas. E, mesmo que não fosse, esse coração tá todo infectado já.

2 comentários: