Páginas

domingo, 1 de julho de 2012

Quis


Você não me quer. É duro reconhecer isso, mas já passou da hora, eu sei. Você só quer o que eu represento. Por vaidade ou sadismo é que você mantém essa farsa. Você finge que quer para que eu queira mais, mas você só quer o status. O número. Você quer saber que eu quero. Só isso. Faz você se querer melhor.
E eu aceito isso porque quero querer. Na verdade, eu aceitava. Não quero mais isso. Quisera eu querer tanto assim alguém. Mas a verdade é que eu não quero. Eu gosto é dessa angústia circular.
Queria querer ser querido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário