Páginas

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Não sei


Definitivamente.
Não tem medo de me perder, não tem ciúmes. Você não faz nem tanto esforço para me agradar. Você não me obedece!
A princípio, era esse, exatamente, o seu encanto. Você me enfrentou!
Só que o susto passou e eu não sei mais. Não sei se eu preciso ser mimado para me sentir querido. Não sei ser fofo, nem se quero ter que fazer todo esse esforço. Não sei se sou inseguro demais e preciso sempre do afeto demonstrado.
Não sei se consigo lidar com todo esse “desapego”.
Não sei o que ta acontecendo comigo.