Páginas

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Sem Futuro

C: Pois ele largou tudo e foi.
S: Mas tudo o quê?
C: Ah, a família, o emprego, os amigos, a cidade... Não era uma carreira, mas era um emprego. Pagava as contas... E tá lá agora. Diz que trabalhando muito, ganhando pouco, mas rindo a toa de frente pro mar!
E: Nossa, mas esse não tem futuro nenhum também, né?
(silêncio)
S: A idéia de futuro não é ser feliz?
(mais silêncio)
(um silêncio desesperador agora)
(crises existenciais)

Nenhum comentário:

Postar um comentário